PDFImprimirE-mail

Importancia falar ingles mercado de trabalho brasileiro ou estrangeiro

Dicas prof. Milena - Dicas Básicas de Inglês

Avaliação do Usuário: / 9
PiorMelhor 

 

Que diferença faz falar inglês no mercado de trabalho brasileiro ou estrangeiro?

 
Você mora nos Estados Unidos ou em algum outro pais que fale inglês? Pretende ir estudar, trabalhar ou fazer um intercâmbio lá fora?
Pois então você deve saber sobre um estudo divulgado pela Northeastern University, em Boston. O estudo mostra que os imigrantes que falam inglês ganham em média três vezes mais do que quem não fala o idioma. Os pesquisadores alertam para a necessidade do governo de criar salas de ensino do idioma aos imigrantes, para que haja aumento de negócios e oportunidades na região que concentra o maior grupo de brasileiros da América. Apesar de saberem que o nível de fluência afeta diretamente a condição de emprego, muitos brasileiros aprendem apenas o "english street" ou “english work” para realizar tarefas cotidianas, ou de trabalho. O inglês falado nas ruas geralmente é cheio de erros e não segue regras gramaticais, são gírias e expressões usadas por grupos de pessoas de acordo com o local e classe social que pertencem. Os imigrantes alegam que o motivo de não estudarem de fato a língua inglesa é a falta de tempo e de condições financeiras; dessa forma, deixam de lado não apenas a possibilidade de ganhar mais, mas também a possibilidade de ocupar posições de destaque nas empresas.
 
“Um candidato que tenha inglês conseguirá ocupar cargos de supervisão e ganhará pelo menos o dobro do que outro que só fale o português, porque ele poderá ocupar vagas de relacionamento direto com o cliente, em função da facilidade de comunicação.”
Por que os imigrantes brasileiros não se interessam pelo aprendizado da Língua Inglesa?

A população de brasileiros nos Estados Unidos concentra-se basicamente na região compreendida entre os estados de Massachusetts, Nova York, Flórida e, mais a oeste, na Califórnia na cidade de São Francisco. Nestas áreas o contingente é tão grande, que são comuns os comentários do tipo "parece até que a gente está no Brasil". Pode-se falar português em igrejas, lojas, empresas de turismo, hospitais e serviços de atendimento. De acordo com estudos ao redor do tema, esse é um dos principais motivos que fazem tantas pessoas adiarem o projeto de aprender inglês. "Têm brasileiros que estão aqui há 10 anos e nunca procuraram um curso para falar corretamente, porque se acomodaram com a situação. Na maioria das vezes, falam português, e quando precisam se comunicar com algum americano conseguem passar a mensagem, mesmo com imperfeições". O problema é que muitos brasileiros dedicam integralmente seu tempo ao trabalho e deixam de lado o conhecimento. Acumulam dinheiro, mas retornam ao Brasil sem nenhuma bagagem cultural ou linguística. Grande maioria não pode nem mesmo dizer que sabe falar inglês, o que é um diferencial no mercado de trabalho brasileiro, por isso, ao retornar ao Brasil, essa classe deixa de ocupar cargos mais altos nas empresas daqui também.

Ao falar com pessoas que estudaram inglês antes de viajar para os Estados Unidos, é unânime a conclusão que fizeram a escolha certa se preparando antes. O que prejudica os brasileiros no aprendizado é o imediatismo, ao recorrerem a um curso para aprender inglês eles já dispõem de pouco tempo antes da viagem. Ainda há o problema, que é grande parte das pessoas acharem que não precisam do idioma, pois só querem ganhar dinheiro e voltar para o Brasil.
Investir em inglês não é apenas comunicar-se, é também um investimento na posição social. O domínio do idioma torna o imigrante mais confiante e seguro, colocando-o numa posição de igualdade nas relações sociais. Sem saber o idioma, os brasileiros necessitam de intermediários para conduzir transações das mais elementares às mais complexas, como compra de produtos, aluguel de casa e até mesmo negociações de salário, em alguns casos, os “empreiteiros” brasileiros que falam inglês, negociam com os estrangeiros um determinado salário, e repassam apenas a metade do valor.
 
Na maioria das vezes os brasileiros recorrem a um curso para atender uma necessidade imediata. Quando vislumbram a chance de concorrer a uma vaga de emprego melhor ou precisam do inglês para alguma tarefa específica, eles procuram as escolas de Inglês. A decisão de iniciar o aprendizado quase sempre está vinculada a um momento em que o imigrante planeja melhorar sua posição no país. É esse fator que leva centenas de brasileiros a escolas credenciadas pelo USCIS (Departamento de Imigração), por exemplo. Nessas instituições, há a possibilidade de mudança de status de turista, negócios ou J-1 para estudante. Segundo o diretor do Harvest Institute, um imigrante que esteja com o prazo de permanência em dia (formulário I-94) pode pleitear a mudança do seu status, podendo, assim, ficar legalmente no país e usufruir de vários benefícios, como tirar a carteira de motorista. Além de aprender inglês, o estudante pode estender seu status de estudante por até 8 anos. A preparação do processo leva em torno de 2 a 5 dias, sendo que assim que o processo chegue ao USCIS, a duração então gira em torno de 30 a 45 dias para se obter uma resposta, tendo um nível de aprovação de 99%.
Para concluir podemos dizer que a oportunidade realmente favorece a mente preparada, então quanto antes você falar inglês, tanto antes você poderá usufruir dos benefícios que esse aprendizado lhe trará.
 
 

Antes de Começar a estudar, faça já o seu Teste de Nivelamento para saber o seu nível de inglês. É importante que você saiba exatamente o seu nível para ter um melhor aproveitamento.

Você ainda não está cadastrado(a) no Curso de Inglês Grátis?  É muito fácil se cadastrar, e o Curso de Inglês é Gratuíto.  Cadastre-se Já no Curso de Inglês Grátis.